domingo, 5 de setembro de 2010

"Os primeiros dias" do resto da minha vida...

E se todo o mundo é composto de mudança...

quarta-feira, 21 de julho de 2010

As vidas dos outros...

A música deste Verão!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Notícia i

Mais de metade dos portugueses não usa internet - Apenas 44,6% dos inquiridos declarou aceder à rede. Desinteresse e falta de conhecimento são principais motivos para afastamento.

Não chega a 45% o número de portugueses que usam a internet, apesar de todos os incentivos à aquisição de computadores e de banda larga que foram dados nos últimos anos. O indicador consta de um estudo feito pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES), do ISCTE, que foi apresentado ontem durante a 11ª conferência anual do World Internet Project, em Lisboa.

Segundo o estudo, 55,4% dos portugueses não usam a internet - e destes, mais de metade não tem qualquer intenção de um dia vir a utilizar. Mais: o principal motivo apresentado (44,4%) é falta de interesse e de utilidade da rede. O desconhecimento de como se usa afasta 26,3% dos portugueses, mas apenas 10,2% apresenta como razão não ter computador ou acesso. Isto significa que os esforços dos últimos executivos até deram frutos na generalização da tecnologia, só que muitos portugueses não estão para aí virados.

A idade desempenha, obviamente, um papel importante nestes dados. A maioria dos não utilizadores tem mais de 65 anos (25%), seguida da faixa etária entre 55 e 64 anos (12,8%) e dos 45 aos 54 anos (11,4%). E porquê? "Falta de literacia, de conhecimento e de formação", segundo comenta Gabriel Coimbra, analista da consultora IDC. Algo que não acontece noutros países, por exemplo os nórdicos, onde as populações séniores são fortes utilizadoras da internet. Além disso, salienta o especialista, os programas de incentivo do governo incidiram sobretudo nas camadas mais jovens, que têm aproveitado essa disponibilidade tecnológica. Ainda assim, a IDC tem uma estimativa mais elevada - entre 55% e 60% da população será utilizadora da net.

Um dos dados mais significativos deste estudo, que foi conduzido pela Metris GfK, refere-se aos hábitos dos portugueses nas redes sociais. O Hi5 continua a ser rei e senhor da internet, com 75,6% das preferências, mostrando uma capacidade notável de resistência aos ataques do Facebook (que conquista 70,2%). O Twitter, com 13,9%, o MySpace com 11,7% e o Orkut com 10,2% completam o top cinco.

Amigos nas redes Outro dado importante: perto de 50% dos utilizadores destas redes sociais tem mais de 100 contactos nas suas listas de amigos. Quase todos justificaram o seu registo com "a possibilidade de partilhar ideias, vídeos e fotos, fazer contactos com outras pessoas e reforçar os laços sociais já existentes no mundo offline".

Os dados também incluem o LinkedIn, uma rede social virada para os contactos profissionais. Embora tenha apenas 1,6% de preferências, o LinkedIn representa a maior discrepância nos utilizadores: 80% são do sexo masculino.

por Ana Rita Guerra, Publicado em 08 de Julho de 2010
http://www.ionline.pt/conteudo/68217-mais-metade-dos-portugueses-nao-usa-internet